13 de novembro de 2010

Festa do Queijo - Serro MG

A DANÇA


Tá que a festa era do queijo!
E até tinha rodeio!
Mas o que me encantou,
Foi a hospitalidade.
Lá no alto da escadaria
Tem uma casa bem familiar.
E tinha Dona Dalva,
Que faz salgados divinos,
E era muito bonito observar.
Parecia uma dança, um balé,
A massa era estendida sobre a mesa
E com muita classe,
Cada etapa se fazia um ato,
Desses bem emocionante e muito bem ensaiado.
Amassar, esticar, cortar.
E no ato final, no ápice da dança,
Se vinha o saborear,
E aquela sensação de espetáculo finalizado.
Um sucesso! Aplausos! Amanhã tem mais!















Obs: Cláudio, um dos dançarinos (ajudante de Dalva) deixou escapar “Nem se Ana Maria Braga me chamasse pra trabalhar com ela eu iria!” Êh prestígio!!!





Legendas das fotos: Foto 1. Vista da casa de Dalva. Foto 2. Salgados. Foto 3. Cláudio, ajudante de Dalva.

3 de outubro de 2010

FESTA DE AGOSTO (Nossa Senhora do Rosário) Sabinópolis

A Festa



O Sagrado e o Profano
Tem rei e tem rainha
Tem marujos e tem caboclos
Tem maça do amor
E muita gente vivendo o amor
Tem balões coloridos perdidos no céu
Tem samba, tem funk e tem axé
Tem toco cru, minhocão e bonecão
Tem caldo da alvorada
Tem banda e tem boi
Tem rico e tem pobre
Tem gente dormindo e gente acordando
A maioria sorri
E de repente a festa acabou.
Difícil descrever uma festa que você acompanha desde que nasceu! Cada um a vive do seu jeito. Para mim é poesia pura e talvez indescritível! Só sentindo! Nas fotos abaixo, foco nas crianças, pequena homenagem, pois elas serão responsáveis pelas festas de Agosto que virão.








Legenda das Fotos: 1. Marujo Mateus, 2009 (by Mariana Roncale), 2. Caboclos,2004 (by Milene Nunes), 2. Meninas no Reinado, 2004 (by Milene Nunes).

1 de agosto de 2010

Eva e Cotinha

Eva e Cotinha

Eva e Cotinha
São duas irmãs
Velhinhas já
Solteiras e sozinhas
Alegres e Simpáticas
Que vão aos bailes da cidade
E todo ano saem no Reinado da Festa do Rosário
Eva e Cotinha

Juntas por toda a vida
Irmãs plenas
De muita alma
Com Eva aprendi aquele olhar tímido e singelo
Que a tudo compreende, que a tudo observa
Com Cotinha, a alegria solta e as brincadeiras antigas
Com as duas, o amor de irmã, que cuida e que acolhe.
Companheirismo e confiança!











Fotos: Na Primeira lá em cima é Eva, Na segunda do lado é Cotinha e na terceira foto nós três.

18 de junho de 2010

SERRA DO CIPÓ

CANDOMBE

A noite começa
E a casa está mesmo aberta
Pra quem quiser entrar
É só levar fé, respeito e alegria
Vai ter batuque pra noite inteira
Trás a pinga pra lavar as mãos
calejadas de tanto bater tambu
E lá vem Pitucha desafiar em versos improvisados
É mesmo noite de festa
Vamu quentar os tambu na fogueira!
Oia a broa e o café quente
O Sol invém também
E o batuque não para
É o mesmo de 100 anos atrás,
ou talvez mais, bem mais!





"Oiê, iê Conceito, ô iê, iê conceito o que Deus fez tá feito, o que Deus fez tá feito"











"Soldado não manda fogo ai Meu Deus sem o capitão mandar"








Crédito fotos: Lílian Oliveira.

16 de maio de 2010

LAPINHA DA SERRA

LAPINHA DA SERRA


Num fim de tarde,
E não era uma tarde qualquer,
Na porta da Igrejinha,
Que não estava aberta,
Enquanto um vento forte soprava
Talvez rumo as Serras,
Talvez rumo aos sertões,
Descobri que em Lapinha
Também tem um Juquinha,
Cheio de histórias pra contar,
De música, amor e pedras.
Velho, menino, sonhador,
Naquela tarde,
Que não era uma tarde qualquer.







E sentir os ventos de Lapinha....








JUQUINHA por JUQUINHA






Eu nasci pra baixo de Santana do Riacho. O problema meu sabe como é? Vou te explicar procê. Vocês tão com tempo e eu também tô. Eu vou contar pra vocês minha vida como que foi.

Minha vó criou 5 filhos, 3 homens e duas moças. E foi crescendo. Essas duas moças, Uma é a minha tia chama Cotia, ela não quis casar e ficou solteira. Ficou até morrer, com 72 anos de idade. E minha mãe casou, mudou aqui pra beira do rio Cipó. E quando ela mudou pra lá, criou três filhos.


Meu pai gostava muito de pescaria. Mas na pescaria do meu pai, eles fazem um cercado no barranco, põe uma ponta, e o peixe entra. No peixe entrar, o trem desarma e ele fica preso. Meu pai gostava muito de fazer esse trem. Fez um e quando foi de manhã, ele foi oiá tinha um peixe desse tamanho no cercado. Aí ele tinha uma faca grande, pra pegar peixe, e aí o peixe pulou, e foi perto do barranco, ele levou a faca e ela veio debaixo do braço dele. E nesse tempo não tinha medicina nenhuma, inflamou, virou infecção. Com oito dias meu pai faleceu e minha mãe tava me esperando.


Eu to com 81 anos. E não gostei muito de Dona não, porque eu casei só três vezes. Tenho 14 filhos. Com uma mulher tenho duas, com outra tenho 1 e com a outra tenho 9.

7 de maio de 2010

MILHO VERDE

ENCONTRO CULTURAL de Milho Verde
Julho, segunda quinzena.
Dia de Sol.
E o Destino é Milho Verde.
E a cidade está cheia de cultura por toda parte.
É turista e nativo na mesma sintonia,
Conectados pela arte.
São oficinas de todos os tipos,
E a noite, para esquentar do frio,
Shows.
Todo ano tem e todo ano eu vou.




“Um toque de sonhar sozinho, te leva em qualquer direção
De flauta remo ou moinho, de passo a passo”









Obs: Se você tem alguma banda, ou uma sugestão de oficina para ministrar no festival, as inscrições estão abertas no site: www.institutomilhoverde.org.br.

5 de maio de 2010




Pausa para homenagear um amigo! Que virou estrela, ou será que habita em outro planeta?







MISTÉRIO DO PLANETA

(Música dos Novos Baianos)
Vou mostrando como sou
E vou sendo como posso,
Jogando meu corpo no mundo,
Andando por todos os cantos
E pela lei natural dos encontros
Eu deixo e recebo um tanto
E passo aos olhos nus
Ou vestidos de lunetas,
Passado, presente,
Participo sendo o mistério do planeta
O tríplice mistério do "stop"
Que eu passo por e sendo ele
No que fica em cada um,
No que sigo o meu caminho
E no ar que fez e assistiu
Abra um parênteses,
não esqueça
Que independente disso
Eu não passo de um malandro,
De um moleque do brasil
Que peço e dou esmolas,
Mas ando e penso sempre com mais de um,
Por isso ninguém vê minha sacola!!
---------
OBS: A foto foi tirada da comunidade do orkut, quem souber quem tirou me avise para que eu dê os créditos. Linda foto por sinal.

20 de abril de 2010

Semana Santa Sabinópolis MG

SANTA SEMANA
Fim do carnaval.
Quaresma. Bacalhau.
Uma fila de fé.
Mais um Judas sendo queimado na praça.
Aplausos.
E o testamento é para todos.
É pau de sebo misturado com ovos de páscoa.
Tudo prum estômago só.
E a gente gosta, a gente ri.
É domingo!
--------------------------------------------------
---------------------------------------------------
---------------------------------------------------
Segue abaixo o vídeo que fiz no Domingo de Páscoa lá em Sabinópolis...
video

26 de fevereiro de 2010

SERRA DO CIPÓ


CONVERSA NO ARMAZEM

Tem salsicha? Me dá uma lata!
Esquenta ou pica no prato?
Tem chovido não?
E essa galinhada? Aquele é Galo Capão!
Dá ovo? Dá!
Qué um? Quebra dois!
Quantos anos mora aqui moço?
Tem mais de cinqüenta!
E não vai sair daqui não?
Neim!
Essa venda tem cheiro bom!
Tem farinha? Tem!
Ê chuvinha boa!
Vou dormir!
Te Manhã.



Desabafos do Juquinha

Serra que me espera!
Serra que cerca minhas passadas!
Nadarei em tuas cachoeiras!
Não me cerques, deixai-me passar!
Das tuas costas voltarei ao teu seio!
Sol escaldante.
Cansei desse povo e dessas máquinas digitais,
Cadê meu gole de café,
Tô descendo!
Saudade de minhas galinhas, de meu fogão de lenha,
E de minha dona que nunca tive, ela deve estar lá me esperando!
Sou eu, Juquinha, que viveu nestas serras como ela viveu em mim!
Vou descer lá pra baixo, pra não deixá-la morrer, senão eu morro também!


(João de Ducarmo e Mariana Bacana)

Foto - Essa foto do Juquinha consegui em Morro do Pilar, com a Dona de uma pousada que era amiga da artista plástica que fez a famosa escultura do Juquinha! Tirei a foto da foto com a minha filmadora.


Lá na Serra, tente passar uma tarde no Armazém. Conheça o Maritaca e tome um café no Açude, que é um quilombo com moradores cheio de histórias pra contar .
Dica: Se você quer repousar num lugar simples e muito bom, se hospede nos chalés do Evandro e da Ana Paula!